Дървен материал от www.emsien3.com

The best bookmaker bet365

The best bookmaker bet365

III Feira de Sementes: A tradição da semente sustenta o povo

III Feira de Sementes: A tradição da semente sustenta o povo

 

 

A equipe de trabalho da terceira Feira de Sementes Tradicionais dos Povos Indígenas de Roraima intensifica a articulação e organização do evento, priorizando as inscrições dos trabalhos, iniciadas durante a 43ª Assembleia Geral dos Povos Indígenas de Roraima, 11 a 14, no Lago Caracaranã e encerram no próximo dia 10 de abril.

A terceira feira, que esse ano vem como tema " A tradição da semente que sustenta o povo", será realizada no período de 1 a 4 de maio, novamente, no Centro Indígena de Formação e Cultura Raposa Serra do Sol (CIFRSS), na comunidade indígena Barro, região do Surumu. As comunidades indígenas, estudantes, lideranças indígenas e demais participantes estão sendo mobilizados a participarem de mais essa edição da Feira.  

Durante a  Assembleia foram disponibilizadas as fichas de inscrições às comunidades e escolas, para preenchimento e serem entregues, além de adquirida na sede do Conselho Indígena de Roraima (CIR), avenida Sebastião Diniz, 2630, bairro São Vicente até o dia 10 de abril. As fichas podem ser adquiridas também no site da Iniciativa Wazaka`ye: wazakaye.com.br.

Um regulamento foi elaborado pela equipe organizadora para facilitar o esclarecimento quanto à participação do público alvo no evento, conforme abaixo.  

A Feira de Sementes Tradicionais dos Povos Indígenas de Roraima é uma realização do Conselho Indígena de Roraima, por meio do Centro Indígena de Formação e Cultura Raposa Serra do Sol (CIFCRSS), Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia (INPA) e Iniciativa Wazakaye, com o apoio da Fundação Nacional do Índio (Funai), Instituto Insikiran da Universidade Federal de Roraima (UFRR), Diocese de Roraima e Instituto Socioambiental(ISA).

  REGULAMENTO 

1. QUEM PODE PARTICIPAR DA FEIRA?

- A Feira é aberta a todo o público indígena e não-indígena que apóia a multiplicação das variedades tradicionais de sementes e o fortalecimento do conhecimento tradicional. Entretanto, apenas o público indígena poderá apresentar trabalhos e concorrer às premiações.

- Os participantes deverão entregar a ficha de inscrição no CIR até o dia 10 de abril.

2. QUEM PODE APRESENTAR TRABALHOS?

Os trabalhos podem ser apresentados:

1.   Em grupos – escola, comunidade, ou escola e comunidade juntas  OU

2.   Individuais – trabalhos realizados por estudantes indígenas individualmente

3. QUAL É O TEMA DOS TRABALHOS?

- Os trabalhos podem ser de qualquer área, desde que incluam experiências de “valorização do conhecimento tradicional”. Preferencialmente os trabalhos devem valorizar o conhecimento que não se encontra em livros, e sim na experiência prática vivida pelos mais antigos nas comunidades.

- OBS – A simples descrição das plantas trazidas para exposição e troca (feira de sementes e mudas) não poderá ser considerado um “trabalho”)

4. COMO SERÁ A APRESENTAÇÃO DE TRABALHOS?

Os trabalhos devem ser apresentados de duas formas:

Apresentação oral: máximo 15 minutos (opcional: datashow, teatro, vídeo etc)

Apresentação em cartilha: a cartilha já deverá ser levada pronta para a Feira, pode ser feita à mão, e deverá conter textos e ilustrações. Sugerimos 2 ou 3 folhas A4 dobradas ao meio.

A apresentação de cartazes, fotos e outros materiais visuais é opcional

5. COMO SERÃO AVALIADOS OS TRABALHOS?

Os trabalhos (apresentação e cartilha) serão avaliados por um juri com representantes indígenas e de instituições parceiras. Os critérios de avaliação serão:

Apresentação oral 

a) Originalidade/utilidade do projeto

b) Envolvimento entre escola/comunidade/demais grupos

c) Viabilidade de continuar sendo executado autonomamente

Cartilha

d) Conteúdo

f) Qualidade das imagens

6. FEIRA DE SEMENTES/MUDAS

- Haverá mesas para cada grupo expor as sementes/mudas que levar para a feira.

- Estimulamos que sejam trazidas sementes e mudas em diversidade e em quantidade, especialmente das variedades tradicionais de milho, maniva, melancia etc.

- Os participantes poderão trocar livremente as sementes/mudas entre si.

7. PREMIAÇÃO

Haverá dois tipos de premiação:

1.   Para os trabalhos que obtiverem maior pontuação de acordo com os critérios apresentados no item 5 a premiação será: edição e publicação da cartilha apresentada; livros; lembrança da Feira

2.   Para a escola ou comunidade que levar mais sementes/mudas a premiação será: livros; kit de sementes; lembrança da Feira; prêmio surpresa

8. OFICINAS

Conforme previsto na programação, haverá oficinas de 4 horas em variados temas como artesanato, contos, grafismo, instrumentos musicais etc. A inscrição nas oficinas será feita em momento específico que será anunciado durante a feira, respeitando o número máximo de participantes por oficina.

9. TRANSPORTE E INFRA ESTRUTURA

- Contamos com o apoio dos participantes para que tentem articular seus ônibus escolares ou outras formas de transporte para a Feira. Na Feira poderá ser fornecido o combustível de reposição para o transporte.

- Trazer copo, prato e talher

- Será fornecido alojamento e alimentação, entretanto pedimos se possível que tragam contribuições para alimentação como farinha, caxiri, beiju etc.

10. APRESENTAÇÕES CULTURAIS

Todos os participantes são bem vindos para apresentarem danças, músicas e outras manifestações artísticas durante as noites culturais dos dias 2 e 3 de maio.

Informações:

3224-5761 (CIR)

8804-6437 – (Rachel Pinho – Iniciativa Wazakaye)

 

voltar ao topo