Destaque,  Notícias

Lideranças indígenas de Roraima participaram do IV Encontro Binacional das populações indígenas do Brasil e Venezuela

povos indígenas do Brasil e Venezuela

No dia 07 de outubro foi realizado na comunidade Turacén; Venezuela o IV encontro Binacional dos povos indígenas do Brasil e Venezuela para tratar sobre saúde indígena dos povos de fronteiras.

O objetivo foi de consolidar o acordo discutido em reuniões anteriores, que tratou sobre a liberação de veículos da Secretaria Especial de Saúde Indígena (SESAI) e outros  transportes que fazem o translado  de pessoas doentes das comunidades no Brasil e necessitam passar pela fronteira  fora do horário  depois do fechamento. Para acompanhamento das lideranças esteve participando do encontro o coordenador do Departamento Jurídico do Conselho indígena de Roraima (CIR), Júnior Nicácio.

A Agente de Saúde Indígena e também coordenadora dos Operadores de Direito da região Surumu, Francinete Garcia, etnia Macuxi, Comunidade Novo Paraíso, TI indígena Raposa Serra do Sol, falou da importância desse encontro  com as lideranças indígenas da venezuela, e destacou que o espaço foi para confirmar com os capitães e com o cacique general (nome dado os tuxauas e coordenadores indígenas na venezuela), sobre o acordo que há muito tempo vinham conversando.

AIS Francinete Macuxi

“Esse acordo trata especificamente sobre o acesso  livre pela fronteira em caso de remoção de pacientes de nossas comunidades fora de hora, por isso que hoje viemos a esta reunião na comunidade Turacén, o objetivo é consolidar junto com eles o que foi acordado na última reunião na comunidade Santo Antônio” afirmou a líder indígena.

Secretário da Capitania General del Sector VI Akurimo

Apesar dos intensos conflitos na fronteira entre Brasil e Venezuela, as comunidade indígenas presentes neste espaço mantêm o diálogo para fortalecimento das lutas em defesa dos direitos dos povos indígenas, o Capital General do setor VI, Jorge Gomes, etnia Taurepang, representante de 27 comunidades indígenas na Venezuela, ressaltou a necessidade de se manterem unidos, ele afirmou que os povos indígenas não têm fronteira e por isso precisam estar juntos.

Capitão General del sector VI Akurimo

“É importante ter os nossos irmãos indígenas do Brasil aqui conosco, pois estamos preocupados com a saúde, precisamos nos fortalecer, estamos juntos em defesa de nossos direitos, tanto organização Venezuelana, quanto as organização indígena do Brasil, podemos trabalhar em conjunto, pois precisamos um dos outros, somos sem fronteira, somos todos irmãos por isso vamos continuar o diálogo e buscar sempre melhorias para os nossos povos” destacou o líder indígena Venezuelano.

“somos sem fronteira, somos todos irmãos”

Participaram da reunião os povos indígenas Macuxi e taurepang das comunidades Nova Vitória, Novo Paraíso e São Minguel da T.I Raposa Serra do Sol.

A comunidade Turacén fica localizada no município de Gran Sabana, Estado de Bolívar. No município de Gran Sabana possuem 118 comunidades indígenas dividas em 7 setores, dos povos indígenas Taurepang, Kamarakoto e Arekuna.

Com intuito de aproximar os diálogos as comunidades da Venezuela já estão se preparando para o V encontro Binacional entre as populações indígenas do Brasil e Venezuela.

Ascom CIR

Fotos: Ariene Susui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Translate »